Conselho Tutelar de Patos na capital do sertão Paraibano  se diz estar sendo prejudicado por falta de motorista e pede providências a gestão do Município de Patos

Desde o dia 1º de novembro de 2019, o Conselho Tutelar Sul ficou sem motorista para conduzir o carro que fica à disposição do órgão para resolver questões das mais diversas com crianças e adolescentes no Município de Patos.

De acordo com a presidente do Conselho Tutelar Sul, Lucinha Morais, o motorista é um funcionário efetivo, porém, após os cortes nas gratificações por parte da Prefeitura Municipal de Patos, ele pediu para ficar à disposição de outro órgão e, desde então, o conselho está sem motorista.

Lucinha Morais relatou que ofícios, demandas judiciais, visitas domiciliares, solicitação das polícias militar e civil, além de outras ocorrências que necessitem de deslocamentos, estão sendo prejudicadas diante da falta de motorista. “Estamos esperando uma definição da prefeitura desde o início do ano. Não podemos ficar sem motorista”, comentou a conselheira.

A reportagem fez contato com Paulo César, que é chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Patos. Ele disse que a gestão está numa forte contenção de gastos e sem realizar contratações ou dar gratificações para servidores, mas irá resolver o quanto antes a situação. Perguntado quando haverá a solução para o problema relatado, Paulo apenas disse que em breve, mas não especificou data.

Fonte | Jozivan Antero – Patosonline.com

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.